terça-feira, 28 de julho de 2015

Conheça as Bandas do IX Rock na Estação 2015!

10 - Rocha Sólida


A banda começou suas atividades em 1978, sempre prezando pelo som autoral na linha  Hard Rock, teve varias mudanças em sua formação, sendo que a atual está 'solidificada' desde 1993. Amauri Rocha (Baixo), Danilo Zanite (Guitarra/Voz), Rodrigo Lanceloti (Guitarra) e Bruno Marques (Bateria). Tendo gravado, uma coletânea dos 25 anos, show no SESC em 2003  intitulado No Cover, uma demo de 2007 com 3 musicas intitulado Ugah Booga Adum, e  um DVD\CD com 4 musicas atuais e uma da velha formação, rearranjada. Atualmente divulgamos um CD com 16 faixas intitulado Aos Vivos.


9 - Prototic-X


Formada em abril de 2014 pelo vocalista Esdras Viera(és), e pelo guitarrista Lucas (L). Procuramos fazer um estilo próprio totalmente diferente daquilo que se torna clichê, com uma mistura de Reggae, Rap, Pop e Rock. Temos como influencias para nossas composiçoes autorais, Charlie Brown Jr., Rage Against The Machine, Blink 182, Metallica, Avenged Sevenfold, entre outras. Temos nosso objetivo de chegar ao topo, conquistando geral com nosso som, porém, sem pisar em cima de ninguém. Estamos sempre alegres e amamos o que fazemos, e queremos passar essa vibe de alegria a toda galera de São Carlos e região que estará presente no IX FESTIVAL ROCK NA ESTAÇÃO! PROTOTIC-X!

Website: https://www.facebook.com/pages/Prototic-X/1489066664713829

8 - Necrofobia


O Necrofobia teve sua origem em Abril de 1994. Nestes 21 anos a banda teve vários registros musicais: Necrofobia (94), Manifest (95), Auto Destruição (96), Fatos Consumados (99), Dead Soul (2004) e em 2014, o single GUZZARDI. Os shows do Necrofobia são cheios de energia e muito carisma, fruto da experiência adquirida em inúmeros shows executados ao longo de sua carreira tanto em grandes quanto em pequenos palcos. Já tocou em festivais como o Skol Rock, Roça'n'Roll, Araraquara Rock, Virada Cultura Paulista, Wacken Metal Battle Brasil 2008, Plis Rock, Grito Rock, entre outros. Este ano foi selecionado para o festival Webfestvalda no Rio De Janeiro e conquistou o prêmio de banda Revelação. O Necrofobia é uma das bandas de Thrash Metal de maior referência de Ribeirão Preto e região. Atualmente está gravando seu novo trabalho e se encontra em sua melhor fase.

Website: http://www.necrofobia.com.br/

7 - Aske


Com um repertório focado em composições próprias, a banda de Death Metal, ASKE, foi formada em 2009 na cidade de São Carlos – SP por Paulo Roberto (vocais) e Filipe Salvini (baixo), onde iniciaram as composições das suas primeiras músicas. Posteriormente, no ano de 2014, a banda inicia o processo de gravação e produção de materiais promocionais, como o lançamento do single “Denied Regain” em formato de lyric vídeo e a faixa “Übermensch” que, em menos de um mês, atingiu a casa de 1 mil visualizações no portal do Soundcloud da banda. Hoje a ASKE ainda conta com Renato Lourenço (Bateria) e Dario Neves (Guitarra).


6 - Uganga


O Uganga é liderado por Manu “Joker”, ex-baterista do lendário Sarcófago, e já está há 20 anos na estrada. O grupo lançou quatro álbuns de estúdio, um álbum ao vivo e realizou duas turnês européias. São considerados uma das bandas de thrashcore mais importantes do país. "Opressor", o novo álbum da banda, tem sido sucesso de vendas e crítica. O álbum foi eleito "Melhor Álbum Nacional de Rock de 2014" em votação realizada entre os leitores do blog HeavyNRoll. Em resenhas publicadas, "Opressor" tem arrancado declarações como: "Melhor trabalho não somente da banda, mas do gênero no Brasil" (Outro Indie); "Elite do Thrashcore nacional" (Som Extremo); "Merece estar cada vez mais no topo do metal nacional" (Mondo Metal); "Bombástico" (Revista Roadie Crew); "Avassalador" (Musikkaos); "Thrashcore de altíssima qualidade" (Delfos).


5 - Mamilos em Fúria


A banda mais polêmica de São Carlos, Mamilos em Fúria é uma banda de rock independente. Em suas letras evidenciam a crítica ao cotidiano de forma cômica. No ano de 2007, dois amigos resolveram montar uma banda. A idéia principal era divertir-se criando suas próprias composições, nunca presos a rótulos e estilos musicais. Durante o colegial algumas composições foram criadas, porém a Mamilos não se apresentou em lugar algum. No período da faculdade os integrantes viviam em cidades diferentes e os encontros ficaram cada vez mais escassos. Porém, no ano de 2014 eles voltaram com um novo reforço: um baterista! Investindo agora em um som mais agressivo, naquele ano tocaram no festival “Tenho uma Banda” em São Carlos.

4 - Sakrah


O Sakrah foi formado em 2009 com a intenção de fazer um som pesado e com riffs marcantes, o que é essencial numa banda de rock. Lançou seu primeiro EP em maio de 2011, intitulado Collider. Uma autêntica banda de rock com a pegada e a vontade de fazer um som que curtem escutar. Passou por algumas formações e hoje é constituída por cinco integrantes profissionais, sérios e comprometidos com a música. Atualmente, a banda faz parte do “elenco” no projeto cultural apoiado pela prefeitura de São Paulo e pela Fábrica de Cultura chamado CooperMusp, levando o Rock/Metal para todos.


3 - Song and Dance Men


A banda Song and Dance Men foi formada em São Carlos no ano de 2009 por Henry da Rocha. A formação atual da banda conta com Saulo Santil na guitarra, Rafael Palma no baixo e Mauricio Martucci na bateria. Desde de 2011 a banda tem se dedicado à composição de músicas autorais com influências de compositores americanos, britânicos e franceses. Em 2014 a banda lançou seu primeiro álbum, intitulado Broadway Bound, com 12 faixas inéditas que refletem a diversidade musical de seus integrantes. Após realizar diversos shows divulgando seu primeiro álbum, a banda gravou seu segundo disco que será lançado no segundo semestre de 2015. O repertório atual conta com músicas desses dois álbuns, em conjunto com outras composições que ainda não foram gravadas.


2 - Higher


O Higher é a nova banda de Gustavo Scaranelo e Cezar Girardi, dois músicos bastante experientes e respeitados no cenário da música brasileira. O disco de estreia do Higher foi lançado no segundo semestre de 2014 e vem colecionando declarações calorosas como: "Nove canções perfeitas" (Metal Samsara); "Surpreendente" (Portal Reidjou); "Som único" (Galeria Musical); "Pesado e criativo, difícil de rotular" (A Música Continua A Mesma); "Indispensável" (Metal Revolution). O álbum também entrou para a lista de Melhores do Ano de diversos jornalistas e críticos respeitados. Na eleição realizada entre os leitores do site Heavynroll, Cezar Girardi foi considerado o segundo "Melhor Vocalista de Metal do Brasil" e Gustavo Scaranelo o terceiro "Melhor Guitarrista".


1 - Ubelina '69


Desde seu surgimento até os dias hoje, a Ubelina ’69 sempre tocou de forma mais apaixonada a sua própria música. Sua formação inicial contava com os amigos Macs baterista/vocalista, Luiz Guilherme (Novinho) e Gabriel guitarristas .O nome da banda foi criado através da mãe de um amigo dos integrantes cujo nome era Ubelina, com um toque de sacanagem gerado pelo sufixo 69. Por aproximadamente 4 anos, aprenderam a tocar e já possuíam um número considerável de músicas compostas. No entanto, Gabriel saiu da banda para se realizar profissionalmente, entrando na faculdade. Com isso, abre-se um espaço para, pela primeira vez, um baixista integrar a banda. Então Rodrigo Mazak passa a fazer parte da Ubelina'69. Em 2006, em um de seus surtos alcoólicos, Macs, enquanto estava deitado na grama, descobre um cara em uma festa de república que adorava cantar músicas do Nirvana: Julio (Kblera), que automaticamente é chamado para compor a banda. No final de 2010, por motivos particulares, Rodrigo deixa a banda, entrando em seu lugar Fabio (Bimba). Agora, em 2015, após aventuras e desventuras, Rodrigo volta a compor o elenco.


\,,/